Poesia, música em piano e fotografia. Tudo assim: muito simples, que simples é muito melhor.

Simplicidade acima de tudo

Autor: Site | Música | Myspace | Fotografia

Arquivo | Outros Blogues

O que se escreve

Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

E para não fugir ao cliché da época, desejo a todos um óptimo início de ano, esperando que 2010 seja, para todos, um ano de conquistas cheio de coisas boas. E que as coisas más, que nunca faltam, sejam ultrapassadas sem grandes dificuldades.

Deixo, por fim, como último post de 2009, um poema escrito a 19-11-2009, denominado 'Unificação'. Pode, quem sabe, ser considerado uma espécie de conselho para este novo ano...

 

 

Pega em tuas pontas soltas

Pega-lhes e une-as

Une-as e faz algo de ti

Pois só tu podes fazer algo de ti.

 

 

Pedro Simão Mendes às 12:31

Domingo, 27 de Dezembro de 2009

Frio

Um frio que me gela

E não me deixa aquecer

 

Sangue

Sangue que congela

E apodrece o coração

 

Que de frio já morreu.

 

Nota: Poema escrito a 06-11-2009. Às vezes, o frio é demais para aguentar.

Pedro Simão Mendes às 04:05

Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

(editado)

 

 

FELIZ NATAL!!!

 

 starlight off, 15-12-2009.

Enfeites de Natal, minha casa

 

 

 

PS: E, já agora, senhor Inverno, seja bem-vindo! ( :

Pedro Simão Mendes às 00:00

Domingo, 20 de Dezembro de 2009

Why do you fly,

Little fly,

Near my ear?

Why do you fly,

Little fly,

And do not let me sleep?

 

Why do you even try,

Little fly,

To fly with a broken wing?

Didn't you know,

Little fly?

Dying flies do not fly.

 

Nota: Escrito a 03-10-2009, este poema surgiu ao som de 'Show Me', destes senhores.

Pedro Simão Mendes às 13:13

Sexta-feira, 18 de Dezembro de 2009

Gravei mais duas músicas da minha autoria. Claro que com uma péssima qualidade, porque uso a minha máquina fotográfica para tal.

 

Uma, que coloquei aqui no blogue, junto com a 'Circles', intitula-se de 'La chanson que les oiseaux chantaint se perdre avec le temps'. Não sei se o francês estará correcto, mas pela minha pesquisa, penso que sim. Ainda assim, a tradução para português será algo como 'A canção que os pássaros cantam perde-se com o tempo'.