Poesia, música em piano e fotografia. Tudo assim: muito simples, que simples é muito melhor.

O que se escreve

Segunda-feira, 15 de Novembro de 2010

Para onde foste tu, sol de Outono?

Porque te foste embora

E deste lugar à chuva fria?

 

Não sabes que, sem ti,

Os dias são tão mais frios?

Não sabes que, sem teu brilho,

Os dias se tornam cinzentos?

 

Vai-te, sol de Outono!

Deixa o frio chegar,

Que em breve será inverno.

 

26.11.2009

Pedro Simão Mendes às 00:00

parabéns pelo destaque :)
marisa duarte a 6 de Dezembro de 2010 às 15:03

muito obrigado. : )
não só pelo(s) comentário(s), mas pelas visitas frequentes. ( :

Lindo o seu poema! Gostei muito.
Maria a 9 de Dezembro de 2010 às 01:14