Poesia, música em piano e fotografia. Tudo assim: muito simples, que simples é muito melhor.

O que se escreve

Quarta-feira, 30 de Junho de 2010

 

Sabes toda aquilo que és

Mas não enxergas os frutos que dás

Apodrecem-te nas mãos antes de amadurecerem

 

E caem-te sujos aos pés

Sobre a tumba na qual dançarás

Os filhos da mãe da tua mãe sem te repreenderem

 

malmequer,

_______bem-me-quer.

malmequer,

_______mal me queres.

 

 

Nota: poema escrito a 15-06-2010.

Pedro Simão Mendes às 10:46

Amo-te.
Amo o que escreves. Mesmo. Nunca desistas de ti.
M. a 13 de Julho de 2010 às 23:12